Erotikaland

/Erotikaland

Erotikaland

Erotikaland.

Brasil, terra do Samba, do futebol(?) e do primeiro parque sexo temático do mundo

 

Não quero ser puritano, mas depois de algum tempo matutando resolvi dar minha opinião sobre o Erotikaland, previsto para ser construído em Piracicaba – SP até o final de 2017. Para que ainda não ouviu falar, trata-se do 1º parque temático sobre sexo do mundo, com atrações exclusivas como um trem fantasma erótico e uma Roda Gigante Privê.

Em um pais como o nosso encontrar investidores interessados em aplicar 150 milhões em um novo projeto é de se tirar o chapéu. Por certo, os estudos de viabilidade econômica anteciparam o investimento.

E é este o ponto que me entristece: Sermos reconhecidos como um pais que cultua o corpo. Não com a noção de saúde, pregada na Nova Zelândia ou Austrália, mas com o apelo sexual, que estampa todo dia há décadas nossas retinas e que é vendida pelo mundo afora. O pais das mulheres curvilíneas, que desfilam estilo e malemolência nas passarelas é a imagem que foi criada para nosso país, não por falta de opções, mas unicamente por senso de oportunidade e pela lei do menor esforço.

Não o país de um extenso e estonteante litoral. Não o país das verdes matas. Ou da diversidade culinária. Não o país da cultura.

A Imagem que foi criada é a da passista, que vence o asfalto e desfila pelas passarelas da beira-mar. Que invade a floresta. Que se vende de norte a sul, na espera de um príncipe além-mar.

A indústria do sexo é uma das mais lucrativas do mundo (atrás apenas das drogas). No Brasil caminham lado a lado, abraçando a criminalidade.

 Enquanto seguimos com este pensamento, Wang Jianlin na China, declarou “ guerra” à Disney Chinesa. E investiu US$3,35 bilhões para construir o “Wanda City”, que pretende ser seu maior concorrente no país.

Um ponto, porém, há em comum entre ambos os projetos – O Brasileiro e o Chinês. E obviamente não são as cifras:

“Nosso objetivo é ter um representante da cultura chinesa” declarou Wang.

Assim como o Wanda City, o Erotikaland também deseja ser um representante da nossa cultura.

mickey triste

By | 2016-12-19T22:01:01+00:00 julho 5th, 2016|Categories: Brasil, Parques de diversões Brasil|Tags: , , |0 Comments

Leave A Comment